quinta-feira, 24 de maio de 2012

O nascimento de minhas Gêmeas

Eu escrevi esse texto para o site Bolsa de Mulher com o título de: O MAIOR SHOW DA MINHA VIDA.






Eu acredito que a cada dia que se vive acrescentam-se pequenos shows diários à nossa vida, muitas vezes são realmente muito pequenos, entretanto, transbordam a taça de nossas vidas de muitas satisfações e alegrias, para mim, por exemplo, acordar no meio de uma metrópole com carros para todos os lados e da janela de meu dormitório ouvir os pássaros a cantar, confesso que é muito gratificante... Porém, o maior show da minha vida começou quando eu estava grávida de 2 meses e já nem conseguia me virar de um lado para outro em minha cama, o peso era intenso e a barriga era muito pequena, eu achava aquilo muito estranho, como na família de meu marido havia ocorrido caso de gestação gemelar fiquei contrita que o caso estava se repetindo comigo.
Ao me queixar para a ginecologista, em uma das consultas rotineiras de pré natal, a amável doutora pediu um exame de ultra som que logo comprovou que eu estava grávida de duas crianças, ao que o médico que realizou o referido exame bradou: “Suas crianças serão parecidas como dois irmãos, mas nunca como gêmeos”. Eu fiquei em polvorosa, rsrsrs, ei esta palavra existe?! Rsrsrs!! Depois fui saber que eram gêmeos bivitelinos, ou seja, placentas diferentes, ou duas placentas... Isto, porém, pouco me importava o que realmente gritava dentro de mim é que apesar de tratar muito bem uma criança e me preocupar com elas de um modo geral e até mesmo me perturbar se vejo que algo não está de acordo para uma criança, acredito que tenho pouca paciência para aturar certas chateações no dia a dia, isto porque tenho preferências por um monte de coisas, tenho certas atividades, as quais, uma criança me importunaria e ainda mais eu já tinha um filho de quatro anos...
O peso já não me preocupava porque eu já conhecia o motivo, comecei  a rezar para que minhas crianças nascessem bem e com saúde, fiz todos os exames adequados e tive uma saúde de ferro, tirando os costumeiros enjôos que já eram velhos conhecidos da primeira gravidez o resto que senti foi muito pouco para tamanha alegria.
Depois de algum tempo descobrimos através de ultra som que eram duas meninas, Deus mais uma vez, cúmplice dos meus desejos arquitetou seus planos de acordo com aquilo que eu realmente queria, lembro ainda quando brincava de boneca dizendo que uma de minhas filhas nas brincadeiras de minha meninice se chamava Kit... Alguém se lembra dessa bonequinha minúscula?
Sabíamos que elas nasceriam em maio, qualquer dia maio, seriam geminianas para contrastar com o meu signo, não entremos nestes detalhes sórdidos rsrsr! Então decidi marcar a minha cirurgia para o dia 24 de maio, esta data era o aniversário de minha querida e saudosa avó que na época ainda era viva, minha avó faleceu com 92 anos...
Minhas filhas nasceram com dois quilos novecentos e cinqüenta gramas (Paola) e dois quilos oitocentos e cinqüenta gramas (Louise), atualmente estão com quase 22 anos e a minha maior satisfação foi poder vê-las bem de saúde nos braços da enfermeira, esta cena gerou uma foto muito bonita que tenho até hoje, infelizmente não a tenho scaneada, ainda é foto impressa, lembram disso? Rsrsrsr!!
Elas são lindas e encantadoras e representam junto com meu filho mais velho e minha filha mais nova de 14 anos o maior show da minha vida...!
Escrito em Janeiro de 2011.
Saudações!

3 comentários: