sábado, 8 de setembro de 2012

Pinsher Miniatura

Olá leitores,
Trouxe fotos de alguns cãezinhos que já passaram por minha casa...
E breve texto sobre a raça, o texto não é meu, segue autoria.





Bia faleceu com 18 anos, morte por Eutanásia após avaliação médica.








A Luna é o mais jovem membro da família

 Estes não são tão jovens viveram conosco muitos anos agora estão com minha filha: eram dela.

Eis a perigosa LUNA...




"O pinscher miniatura é uma raça de cão de porte pequeno, esbelta, com pelagem curta e densa. As cores são sólidas em várias tonalidades de marrom, e preto com marcas marrons bem nítidas nas maçãs do rosto, focinho, acima dos olhos, no queixo e garganta, nos dois lados do antepeito, metatarso, pernas dianteiras, patas, face interna das pernas traseiras e na região anal.
Morfologicamente, são cães semelhantes ao Dobermann, tendo ancestrais em comum, mas não sendo uma miniatura desta raça, como muitos pensam. O Pinscher tem somente um padrão de tamanho definido oficialmente : que é de 25 a 30 cm de altura, da cernelha (região onde as espáduas se encontram) ao chão. Quando ele ultrapassa 30 cm de altura, ou quando não atinge 25 cm, está fora dos padrões, o que pode desclassificá-lo para competições. A cabeça do pinscher também é menos alongada, e as orelhas são proporcionalmente maiores. É a menor raça de guarda classificada pela Federação Cinológica Internacional.

Curiosidade
Apesar do tamanho reduzido o Pinscher Miniatura é classificado pela Federação Cinológica Internacional como um cão de guarda. Em exposição neste tipo de segmento ele desfila ao lado de Dobermans, Rottweillers, Boxers, etc.
Criação e longevidade

Alguns criadores optam por cortar parte das orelhas e o rabo desses cães ainda filhotes, prática cada vez mais condenada em todo o mundo, exceto Estados Unidos. A cirurgia estética em cães já é proibida em alguns países. Em boas condições de criação, são bastante longevos, não raro ultrapassando os 15 anos de vida.
As crias usualmente variam de 3 a 6 filhotes.
Os pinschers, por serem pequenos, são uma opção comum para moradores de apartamentos. São inteligentes e leais, embora tenham o instinto de cão de guarda e apresentem a tendência a latir para estranhos. É necessário o cuidado na convivência com crianças, pelo tamanho reduzido do animal, acidentes podendo acontecer pelo contato brusco ou brincadeiras não supervisionadas. Os Pinschers precisam ser acostumados com outros cães para evitar brigas, pois não obstante o tamanho reduzido e a pouca força física, poderão atacar animais muito maiores.
Têm tendência a obesidade, precisando de alimentação balanceada e controlada. Outra fragilidade é a propensão a acidentes pela ousadia combinada ao tamanho reduzido, devendo ser tomado cuidado com quedas. De maneira geral a raça é dotada de uma boa saúde e inteligência notável."

Criação e longevidade

Algu
ns criadores optam por cortar parte das orelhas e o rabo desses cães ainda filhotes, prática cada vez mais condenada em todo o mundo, exceto Estados Unidos. A cirurgia estética em cães já é proibida em alguns países. Em boas condições de criação, são bastante longevos, não raro ultrapassando os 15 anos de vida.
As crias usualmente variam de 3 a 6 filhotes.
Os pinschers, por serem pequenos, são uma opção comum para moradores de apartamentos. São inteligentes e leais, embora tenham o instinto de cão de guarda e apresentem a tendência a latir para estranhos. É necessário o cuidado na convivência com crianças, pelo tamanho reduzido do animal, acidentes podendo acontecer pelo contato brusco ou brincadeiras não supervisionadas. Os Pinschers precisam ser acostumados com outros cães para evitar brigas, pois não obstante o tamanho reduzido e a pouca força física, poderão atacar animais muito maiores.
Têm tendência a obesidade, precisando de alimentação balanceada e controlada. Outra fragilidade é a propensão a acidentes pela ousadia combinada ao tamanho reduzido, devendo ser tomado cuidado com quedas. De maneira geral a raça é dotada de uma boa saúde e inteligência notável."

Alguns criadores optam por cortar parte das orelhas e o rabo desses cães ainda filhotes, prática cada vez mais condenada em todo o mundo, exceto Estados Unidos. A cirurgia estética em cães já é proibida em alguns países. Em boas condições de criação, são bastante longevos, não raro ultrapassando os 15 anos de vida.
As crias usualmente variam de 3 a 6 filhotes.
Os pinschers, por serem pequenos, são uma opção comum para moradores de apartamentos. São inteligentes e leais, embora tenham o instinto de cão de guarda e apresentem a tendência a latir para estranhos. É necessário o cuidado na convivência com crianças, pelo tamanho reduzido do animal, acidentes podendo acontecer pelo contato brusco ou brincadeiras não supervisionadas. Os Pinschers precisam ser acostumados com outros cães para evitar brigas, pois não obstante o tamanho reduzido e a pouca força física, poderão atacar animais muito maiores.
Têm tendência a obesidade, precisando de alimentação balanceada e controlada. Outra fragilidade é a propensão a acidentes pela ousadia combinada ao tamanho reduzido, devendo ser tomado cuidado com quedas. De maneira geral a raça é dotada de uma boa saúde e inteligência notável."
Fonte: wikipedia










Um comentário: