domingo, 9 de setembro de 2012

NOSSA CARANGUEJADA DE DOMINGO EM FAMILIA


Hoje dia 09 de setembro meus filhos e eu decidimos comer uma caranguejada, para tal montamos um esquema: acordar cedo e irmos até a Feira da 25, depois iríamos até o Formosa para comprar uns vegetais para fazermos um vinagrete, havia quase um ano ou mais que não inventávamos uma dessa. De quebra seis litros de Skol para lavar.
Tudo deu certo, porém, quando adentramos ao estacionamento do Formosa, fomos abordados por um homem magro, estatura mediana, aloirado, branco, porém queimado de sol, com uma camisa amarela do Brasil. Este homem se dirigiu a nós três numa linguagem educada, me pareceu uma pessoa do povo, porém, antenado, pedindo: “sei que vocês não vão me dar dinheiro, tenho R$ 1,50 aqui, só quero que vocês comprem um pacote de leite Itambé e um pacote de Mucilon de arroz para minha filha que está com fome”. Decidimos que ele deveria esperar enquanto conversávamos entre nós. Decidimos comprar o que ele pediu, mas, tínhamos dúvidas acerca do nome dos produtos, portanto, o chamamos e perguntamos e dissemos que íamos comprar. Ao final de nossa conversa com ele ouvimos: “obrigado, um dia eu pago vocês”...
Subimos a rampa do supermercado formosa e o meu filho acompanhou-o com o olhar e viu quando ele tomou o rumo da Jutaí e sumiu, não esperou nem entrarmos ao supermercado. Mesmo assim compramos os dois produtos pedidos por ele porque pensávamos que ele ia voltar. Simplesmente ele sumiu e trouxemos os dois produtos para casa... Acredito que foi um EXPERIMENTO, UMA PROVA, ALGO QUE NÃO CONSIGO IDENTIFICAR...








3 comentários: